Publicidade

A aceleração dos preços dos combustíveis tem tornado tirar o carro da garagem uma tarefa difícil para os brasileiros. Em Presidente Olegário, motoristas estão tendo que desembolsar 57% a mais para encher o tanque de um veículo com gasolina em relação a 2020. Dependendo do modelo do automóvel, um abastecimento completo pode consumir até 37% do salário mínimo.

Publicidade

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 10,67% nos últimos 12 meses, sendo que os combustíveis foram os principais responsáveis pelo impacto no índice. A gasolina, por exemplo, já acumula alta de 73% somente em 2021.

Para se ter uma ideia, para encher o tanque de um VW/Gol em 2020, o motorista pagava cerca de R$ 293,80. Já no corrente mês, é preciso arcar com um valor que gira em torno de R$ 376,75 para ter a capacidade de 55 litros preenchidas. A quantia equivale a 34,25% do salário mínimo.

Nos Postos de combustíveis de Presidente Olegário, o preço médio da gasolina comum está em R$7,198, gasolina aditivada R$7,298, etanol em R$5,498, o do óleo diesel comum em R$5,398 e do S10 R$5,448. De acordo com o proprietário de um posto de Presidente Olegário, o preço do Etanol caiu R$ 20 centavos por litro neste sábado (27) e, pode ter uma nova queda na próxima semana. O preço da gasolina também pode ter uma queda.  

Fonte:EM

Publicidade