PM de Meio Ambiente prende três por pesca ilegal e lavra multa de R$54 mil para cada um deles

A pesca predatória nos mananciais da região continua sendo coibida pela Polícia Militar de Meio Ambiente. Em uma ação na sexta-feira (03), foram presos três pescadores com redes e tarrafas além de peixes com tamanhos irregulares. Foram lavradas multas em valor superior a R$54 mil para cada um deles. O quarto do grupo acabou fugindo, mas foi identificado.

De acordo com informações da Polícia Militar de Meio Ambiente, foi atendida denúncia anônima relatando que estaria ocorrendo pesca predatória na Região do Córrego Fundo, localizado no município de São Gotardo, mediante utilização de redes e tarrafas. O grupo estava em dois barcos com duas pessoas em cada.

A guarnição foi até o local e realizou abordagem dos denunciados, momento em que um dos ocupantes dos barcos evadiu e se embrenhou na mata. Os outros três ocupantes foram abordados e fiscalizados, sendo que no interior dos barcos foram localizadas 47 redes, 3 tarrafas e 7 quilos de pescados, sendo 6 Kg da espécie piau e 1 Kg de cascudo.

Foi realizada vistoria do tamanho dos pescados, ficando constatado que todos os pescados da espécie “cascudo” estavam com tamanho inferior ao mínimo estabelecido pelas normas vigentes que é de 40 centímetros. O maior espécime de cascudo capturado mediu apenas 20 centímetros.

Os pescados foram periciados por um médico veterinário, que deu parecer para descarte dos peixes por não terem condições de consumo, que foi feito no Aterro Sanitário de São Gotardo. Foram lavrados autos de infração para cada um dos pescadores amadores no valor de R$ 54.894,56, sendo que os três foram presos em flagrante delito e encaminhados à Delegacia da Polícia Civil de plantão de Patos de Minas.

O pescador que evadiu da abordagem foi identificado e vai responder criminalmente pela pesca ilegal e também por evadir da ação fiscalizadora da Polícia Militar, também foi lavrado auto de infração em seu desfavor.

Fonte: Patos Hoje

COMPARTILHAR