Moradores de Paracatu procuram PM após golpe de suposta empresa de investimentos; saiba como se defender

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on print

Moradores de Paracatu procuraram a Polícia Militar (PM) para fazer a denúncia de um golpe relacionado a uma suposta empresa de investimentos, conhecida como “Trading Conect Tax Refund”. Ao todo, o prejuízo é de cerca de R$ 92 mil. De acordo com a PM, 11 pessoas procuraram a corporação, alegando que foram vítimas. Todas as queixas foram feitas nesta segunda-feira (9).

Conforme relatos, a proposta seria oferecer comissão de compra e venda de aparelhos eletrônicos de forma on-line. Para isso, além de fazer o investimento, as pessoas deveriam captar novos interessados e, desta forma, receberiam comissões mais altas, como em um esquema de pirâmide financeira (confira abaixo a explicação dada por um professor da UFU).

Ainda segundo a PM, as vítimas disseram que depois da aplicação do valor, cerca de R$ 92 mil somados, a plataforma e todas as redes sociais da empresa de investimento saíram do ar, deixando o grupo sem informações sobre o dinhei

Situação da empresa e orientações da PM

O g1 procurou registros da “Trading Conect Tax Refund” ou algum responsável por ela. No entanto, as páginas na internet que contam com este nome não estavam com acesso.

No “Reclame Aqui”, site em que diversos consumidores fazem queixas sobre empresas, há relatos de outras possíveis vítimas da mesma plataforma, inclusive em outros estados, como Rio de Janeiro e Pará.

A reportagem também procurou a Polícia Civil para saber se o caso será investigado. A assessoria de imprensa informou que o órgão “está coletando os elementos informativos iniciais e ouvindo algumas pessoas e orienta que todo cidadão lesado procure uma delegacia de polícia mais próxima de sua residência para o devido registro de ocorrência, bem como, para entregar os elementos de prova que dispuserem visando contribuir para a investigação”.

Em casos como esse, a Polícia Militar orienta para que todos tenham atenção durante a transferência de valores on-line, pois os estelionatários estão sempre inovando na forma de praticar golpes.

Como funciona o esquema de pirâmide?

O g1 ouviu o professor de economia do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Fábio Terra, que explicou como funciona o esquema: “O criador da pirâmide vai oferecer, para aquilo que está querendo vender, um rendimento gigantesco, que ele não vai conseguir arcar. Para isso, ele cria uma segunda camada de compradores, maior que a primeira. Mas como vai pagar a segunda? Construindo uma terceira maior ainda e assim por diante”, detalha.

“Para funcionar, cada rodada tem que ser maior que a anterior. Assim, consegue-se custear as promessas feitas para a camada de compra. A lógica é que a cada camada você sempre tenha que vender para um contingente maior de pessoas. Se em alguma rodada você não conseguir um número maior de compradores, toda a cadeia desmorona”, explica.

Fonte: G1

LEIA TAMBÉM