Minas Gerais registra dois casos suspeitos de hepatite infantil aguda

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on print

Minas Gerais investiga dois casos suspeitos de hepatite aguda em crianças de menos de 2 anos. Os registros foram notificados em Belo Horizonte e Juiz de Fora. A causa da doença é desconhecida.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), os casos foram informados ao Ministério da Saúde.

“Os principais sintomas relatados foram dor abdominal e vômitos, acompanhados de alterações de enzimas hepáticas”, diz a pasta, em nota. Os pacientes também estão em acompanhamento.

Até o momento, além dos registros em Minas, seis casos estão no Rio de Janeiro, outros seis em São Paulo e dois no Paraná. Três suspeitas estão sendo analisadas em Espírito Santo, Pernambuco e Santa Catarina.

Desde então, pesquisadores vêm se desdobrando para encontrar a causa da enfermidade que já se alastrou por Estados Unidos e Europa, com mais de 200 registros contabilizados.

Quando não tratada, a hepatite aguda grave pode se tornar uma doença crônica, levar à cirrose ou insuficiência hepática, gerando a necessidade de transplante de fígado, já que o corpo não consegue sobreviver sem o órgão.

Fonte: em.com.br

LEIA TAMBÉM