Lagoa Formosa registra o primeiro caso positivo de COVID-19

A Secretaria de Saúde de Lagoa Formosa divulgou nesta terça-feira (26/05) o primeiro caso que testou positivo para a doença COVID-19, transmitida pelo novo coronavírus. De acordo com a secretária Daiany Matos, o paciente não reside na cidade, ele mora no Maranhão, mas está em Lagoa Formosa na casa de familiares. Ela ressalta que todas as pessoas que convivem com o paciente foram orientadas a permanecerem em isolamento domiciliar.

O boletim atualizado sobre a pandemia do novo coronavírus informa também que, até o momento, cinco outros casos que eram suspeitos em Lagoa Formosa testaram negativo. A secretária ressalta que todos os lagoenses que procuram a secretaria de saúde e apresentam os sintomas da doença vão para o isolamento, principalmente se apresentarem problemas respiratórios. Nesta terça (26) teve início na cidade a Barreira Sanitária Educativa, que tem como objetivo combater a proliferação da doença na cidade e município.

Entenda como analisar o boletim:

1- Informe Epidemiológico:

Os pacientes com síndrome gripal serão notificados e classificados como suspeitos. Segundo o protocolo de manejo do coronavírus do MS somente serão coletados exames de pacientes com síndrome respiratória aguda grave (SRAG), profissionais da saúde e óbitos suspeitos. A contagem de pacientes suspeitos é feita de forma cumulativa.

2- Mapa de Isolamento:

São todos os pacientes que foram atendidos na rede com sintoma gripal. Até 20 de março, pacientes que vieram de regiões com transmissão comunitária também eram colocados em isolamento. Esses dados são alterados diariamente.

De acordo com a secretária, qualquer informação sobre a doença tem que ser oficialmente noticiada pela secretaria de saúde da cidade. Ela ressalta que as pessoas que estão em isolamento domiciliar são por precauções. Daiany aproveita para orientar a todos que queiram se informar sobre a doença, que liguem para a secretaria de saúde, através do número (34) 9 9961-9137.

Ela diz também que as pessoas que estiverem viajando para outros estados ou municípios, assim como aquelas pessoas que estão voltando de outros países para Lagoa Formosa, é preciso que os mesmos entrem em contato com a secretaria de saúde para saberem quais procedimentos a serem seguidos.

“É necessário que estas pessoas passem pelo processo adotado pelo município como forma de prevenir o contágio da doença COVID-19”, ressaltou a secretária.

COMITÊ DE PREVENÇÃO E ENFRENTAMENTO À COVID-19

De acordo com informações da secretária de saúde, Daiany Matos, foi criado um comitê com o objetivo de orientar os profissionais de saúde da cidade, e para monitorar e investigar os possíveis casos de covid-19. Esse comitê é presidido pelo médico Jivago Jordão, e integrado pela enfermeira Aline Braga, além dos gestores coordenadores.

A orientação é de que as pessoas entrem em contato com o número (34) 99961-9137 caso apresentem febre ou algum sinal ou sintoma respiratório (tosse seca, dor de garganta, dor no corpo, cefaléia e prostração e dificuldade para respirar), após ter viajado para área com transmissão local nos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais dos sintomas ou após ter contato próximo de caso confirmado ou suspeito de novo coronavírus nos 14 dias anteriores ao aparecimento dos casos.

A medida é importante para monitorar uma possível circulação do vírus na cidade. No momento, Lagoa Formosa não conta com nenhum caso suspeito ou confirmado de coronavírus, até a data desta quinta-feira (19/03/2020).

Daiany conta ainda, que servidores da secretaria também vem mantendo contato com a Secretaria de Saúde do Estado e o Ministério da Saúde para atualização das orientações técnicas referentes à doença.

SAIBA O QUE É O CORONAVÍRUS:

O coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. Chamado oficialmente de SARS-CoV-2, o novo agente foi descoberto no fim de dezembro de 2019.

O novo coronavírus é transmitido de pessoa a pessoa por gotículas respiratórias, por meio de tosse ou espirro, pelo toque ou aperto de mão ou pelo contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido, então, de contato com a boca, nariz ou olhos.

Os sintomas mais comuns da doença, chamada covid-19, apresentados entre os pacientes contaminados, são febre, tosse e falta de ar. Além disso, dores musculares e de cabeça, bem como confusão mental, irritação na garganta e desconforto no peito também foram observados.

Como posso me proteger?

A OMS recomenda:

– Lavar as mãos (água e sabão é a melhor estratégia)

– Cobrir a boca e o nariz ao tossir e espirrar, de preferência com um lenço de papel, e lavar as mãos depois, para evitar que o vírus se propague;

– Evitar locais de aglomeração de pessoas;

Ir aos hospitais e postos de saúde somente em casos de urgências, visto que são locais apropriados para transmissão;

– Evitar passar a mão nos olhos, nariz e boca — se você tocar uma superfície contaminada pelo vírus, poderá transferi-lo para o seu corpo;

– Não ficar muito perto de pessoas tossindo, espirrando ou com febre. Idealmente, mantenha pelo menos 1 metro de distância.

Matéria: Vanderlei Gontijo/Fonte: Secretaria de Saúde

COMPARTILHAR
Gonçalves Advogacia