Secretário municipal agride assessor durante confraternização da Câmara Municipal de Presidente Olegário

O que era para ser uma festa de confraternização de final de ano entre vereadores, funcionários, familiares e convidados do Legislativo de Presidente Olegário, ficou manchada por uma agressão feita por um secretário do alto escalão do executivo contra um assessor do legislativo. O fato lamentável aconteceu na tarde deste sábado (02/12) em uma pousada alugada por funcionários e vereadores para a realização do evento.

De acordo com o boletim de ocorrências, a Polícia Militar foi acionada por volta das 15h25 a comparecer na propriedade localizada a 3 Km de da cidade, onde um homem de 53 anos havia agredido com um chute na cabeça um rapaz de 26 anos. Ainda segundo a polícia, durante a confraternização da Câmara Municipal, uma criança de 03 anos começou a se afogar, sendo salva pelo jovem Fábio Macedo Alves, assessor da Câmara Municipal. O avô da criança, Geraldo Paulo da Cunha, 53 anos, secretário municipal, ao tomar conhecimento dos fatos foi tirar satisfação com o jovem que havia ajudado seu neto.

Ele teria se apoderado de uma faca, mas foi desarmado e contido por pessoas que participavam da festa. Minutos depois “Geraldão” retornou a piscina e em um ato impensado desferiu um chute no rosto de Fábio que estava dentro da água, o rapaz acabou desmaiando, sendo socorrido por terceiros e encaminhado para o Hospital Municipal Darci José Fernandes onde ficou em observação. Já o agressor evadiu do local tomando rumo ignorado. O Boletim de Ocorrência foi registrado pela Polícia Militar.

O vereador Adamilton Oliveira ficou indignado com o fato, e publicou um vídeo na sua página do facebook. “Um dos nossos assessores salvou o netinho do secretário municipal “Geraldão”, que sem ter conhecimento dos fatos discutiu e depois chutou o rosto do Fábio que desmaiou. O agressor fugiu do local, vocês acham isso certo, um homem que já foi vice-prefeito, vereador e secretário municipal fazer isso com uma pessoa. As devidas providências serão tomadas” disse o vereador.

 

LEIA TAMBÉM