Comitê determina que região de Patos de Minas volte para a Onda Verde do Minas Consciente

Enquanto o Governo do Estado não publica as novas normas do Plano Minas Consciente, previstas para entrar em vigor no dia 06 de agosto, os municípios devem seguir as regras antigas e com notícia ruim para o Noroeste. O Comitê Extraordinário Covid-19 definiu, nessa quarta-feira (29/7), que a região da qual Patos de Minas faz parte deverá regredir para a Onda Verde.

De acordo com a decisão do Comitê, a região Noroeste deverá regredir para a “Onda Verde” para conter o avanço do novo coronavírus. A Onda Verde permite o funcionamento apenas de serviços essenciais, como padarias, farmácias, mercados e hipermercados. Esta é a Onda mais restritiva do Plano Minas Consciente.

Embora tenha regredido para a Onda Verde, a decisão não deverá refletir em novos fechamentos da economia em Patos de Minas nesse primeiro momento. O Prefeito José Eustáquio disse que fará uma reunião por videoconferência com secretário de estado da saúde, Carlos Eduardo Amaral, nesta sexta-feira (31). Além disso, o novo Minas Consciente entrará em vigor nos próximos dias.

Outras macrorregiões de Saúde como o Triângulo do Norte, Centro-Sul e Oeste avançaram nas ondas do plano Minas Consciente. Triângulo do Norte e Oeste passam a seguir os protocolos da onda branca, que prevê a abertura de autoescolas, lojas de artigos esportivos e floriculturas. Já a região Centro-Sul avança para a onda amarela, quando é permitida a reabertura segura de salões de beleza, lojas de roupas, calçados, livrarias, papelarias, entre outros serviços.

Novo Minas Consciente

A partir do dia 6 de agosto, as cidades mineiras deverão seguir as regras do novo Minas Consciente. O plano passou por uma reformulação, após consulta pública que contou com 630 contribuições, para atender melhor às necessidades dos municípios mineiros.

COMPARTILHAR
Gonçalves Advogacia