Avô acusado de estuprar a neta de quatro anos é preso com a calcinha da menina dentro da cueca

A menina foi levada ao hospital, o que possibilitou que o caso fosse descoberto.

Um homem de 55 anos foi preso pela Polícia Militar na noite deste sábado (08) acusado de estuprar a própria neta, uma criança de apenas quatro anos de idade. Ao proceder busca pessoal, os policiais encontraram uma calcinha da criança dentro da cueca do avô. A menina foi levada ao hospital, o que possibilitou que o caso fosse descoberto.

A mãe da criança, uma jovem de 20 anos, disse que foi trabalhar e deixou a filha aos cuidados de sua companheira. No meio da tarde, ela recebeu uma foto das partes íntimas de sua filha enviada pela companheira, relatando que não dava mais para ficar na casa com o avô da criança. A companheira da mãe relatou que, ao dar banho na menina, notou que ela estava com a vagina avermelhada e aberta.

Ao perguntar a menina, ela disse que durante a noite do dia 07 para o dia 08, o avô colocou a mão e a língua em sua vagina e depois colocou o dedo na boca fazendo sinal para que ela não contasse. A mãe disse que, assim que chegou em casa passou uma mensagem para a médica, que a orientou a levar a criança para uma consulta presencial.

Segundo o boletim de ocorrência, ao avaliar a criança, a médica verificou que ela estava com a região vaginal hiperemiada, mas com ausência de lesões, hímen parcialmente roto e região anal sem lesões. A mãe informou aos policiais, que a criança vinha apresentando um comportamento anormal quando se aproximava do avô, mas somente quando ele fazia uso de bebida alcoólica. Ela disse ainda que já levou a filha ao médico outra situação como esta, mas nada de anormal foi verificado na época.

Diante das informações, os policiais foram até a casa da família. O avô, de 55 anos, foi encontrado deitado em uma cama com uma garrafa de cerveja ao lado. Ao ser procedida busca pessoal, foi encontrada dentro de sua cueca uma calcinha de criança, que a mãe reconheceu como sendo de sua filha. O avô de 55 anos foi preso em flagrante por estupro de vulnerável. O Conselho Tutelar acompanhou o caso.

Fonte: Patos Hoje