Após ordem judicial, médico é preso por estupro de vulnerável em Patrocínio

O médico psiquiatra Gustavo Alberto Magalhães Pinto, 42 anos, foi preso na tarde desta quarta-feira, (29), acusado de estupro contra vulnerável. A delegada Ana Cláudia confirmou a prisão, mas se negou a falar, pois segundo ela, o processo corre em segredo de justiça, por se tratar de uma criança vítima.

Gustavo Pinto teria abusado sexualmente de uma criança de 11 anos em sua residência na semana passada. Ele foi preso em seu consultório situado em um hospital da cidade.

O acusado foi preso por ordem de prisão e encaminhado para a Penitenciária Expedito de Faria Tavares de Patrocínio (MG).

Natural de Patrocínio (MG), Gustavo é formado pela Faculdade de Medicina de Barbacena. Além de atender nos hospitais de Patrocínio, atende também no CAPS AD – Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas e Casa do Idoso São Vicente de Paulo.

Após a divulgação da reportagem, familiares e amigos disseram que o fato não procede e que oportunamente irão comentá-lo fato. Um advogado já foi contratado.

Fonte: Patrocínio Online

LEIA TAMBÉM