PM de Patos de Minas é acionada para investigar venda de bebê e descobre que gravidez era de mentira

A Polícia Militar foi acionada e trabalhou nesse domingo (06) em Patos de Minas para verificar uma história que não passou de uma simples mentira. Uma jovem de 22 anos mentiu para a mãe que havia dado à luz e doado a criança para uma mulher desconhecida. No entanto, depois revelou que não passou de uma mentira para afrontar a mãe.

A Polícia Militar foi acionada por volta das 12h47 pela mãe da jovem. Os policiais então compareceram até a Rua Potiguares, no Bairro Caramuru, onde a mulher de 45 anos relatou que a filha havia contado que ela teria dado à luz a um menino e doado a criança para uma mulher desconhecida.

Os militares então foram saber da filha e ela confirmou a história dizendo que a mulher que havia ficado com a criança se chamava Marlúcia e a teria levado até um arraial em uma Toyota SW4 de cor branca, onde fez o parto e não mais viu o recém-nascido. Os policiais começaram os rastreamentos de imediato para identificar tal mulher.

Porém, em dado momento, a jovem mudou a versão e contou que nunca esteve grávida e só fez isso para afrontar a mãe. Para verificar esta situação, a jovem foi levada para o Hospital Regional onde o médico atestou que ela não esteve e não se encontra grávida. Os policiais então orientaram e advertiram as envolvidas.

A ocorrência foi encerrada às 15h43, praticamente 3 horas de trabalho, ocupando tanto os policiais quanto o serviço de saúde pública. O Major Ramon da Assessoria de Comunicação da Polícia Militar alertou que houve gastos públicos que poderiam ter sido evitados. Ele advertiu as pessoas a nunca mentirem. O Código Penal Brasileiro pune com detenção e multa quem comunica falsamente um crime.

Fonte:Patos Hoje

COMPARTILHAR