Mãe pede ajuda para salvar a vida do filho que nasceu prematuro

Um mãe desesperada a procura de ajuda para salvar a vida do filho que tem menos de 3 meses de vida. Esta é a situação de Viviane Vieira da Silva, que é moradora do município de Guarda Mor, região Noroeste do Estado, e que veio às pressas para Patos de Minas em busca de atendimento médico, há cerca de três meses. A criança depende do acompanhamento de um especialista e corre risco de morte. O menino Miguel Victor aguarda com urgência a transferência para continuar lutando pela vida.

Durante entrevista, Viviane contou a nossa reportagem que a gestação foi complicada com duração de seis meses, quando o ocorreu o parto prematuro. Ela precisou se transferir Patos de Minas. O tratamento da criança segue na UTI neonatal, após uma cirurgia de desobstrução do intestino. A situação se agravou e o acompanhamento exige um cirurgião pediátrico. O problema é que em Patos de Minas o SUS não oferece esta especialidade.

Ainda segundo a mãe, apesar de ter entrado com pedido de providências junto ao Ministério Público, hospitais de outros centros tem rejeitado receber o pequeno paciente, o que aumenta a preocupação e o desespero da família. Viviane faz um apelo às autoridades para conseguir o tratamento adequado e não perder o filho. De acordo com ela, o transporte já foi garantido, mas falta a vaga em UTI neonatal e o atendimento de um cirurgião Pediátrico.

Matéria: Odair Cardoso

COMPARTILHAR