Investigações da queda do avião que matou cinco pessoas em Patos de Minas podem durar meses

Os peritos do CENIPA que investigam a queda da aeronave que tirou a vida de cinco pessoas nesse domingo (04) informaram que o trabalho para identificar a causa do acidente não tem data para ser concluído. Na tarde desta segunda-feira (05) eles foram para o local do acidente analisar os destroços da aeronave.

Os peritos fizeram uma avaliação geral do local do acidente e usaram um guindaste para erguer a aeronave. Segundo o coronel Paulo Santos, que coordena as investigações, o cockpit e o motor do avião podem dizer muito sobre as circunstâncias do acidente. Mas o trabalho de investigação vai muito além.

Os peritos vão ouvir testemunhas que viram a aeronave momentos antes da queda. Nesta tarde, eles encomendaram um drone para refazer o caminho feito pelo avião. Além disso, os peritos vão investigar se a aeronave havia passado por revisão, que tipo de serviço e quais foram as peças utilizadas.

O servidor público Sérgio Chagas, que é irmão do médico e piloto da aeronave, Marcos Chagas, acompanhou os trabalhos de investigação dos peritos do Cenipa. Ele disse que o avião vai permanecer em Patos de Minas até que o seguro decida o que fazer.

De acordo com o coronel Paulo Santos, as investigações não tem data para serem concluídas, até porque algumas informações vão depender de outros órgãos. O perito do Cenipa destacou, no entanto, a importância desse trabalho para a própria aviação, prevenindo para que não ocorram outros acidentes como este.

Fonte:Patos Hoje

COMPARTILHAR
Jornalista e radialista, natural de Presidente Olegário. Idealizador e responsável pelo portal PO Notícias. Redator e apresentador dos programas Jornal da Eldorado e show da tarde na Rádio Eldorado FM 87,9.