Hospitais de Patos de Minas deixam de atender pelo Ipsemg

Uma situação que se complica cada vez mais para o servidores do Estado de Minas Gerais. Além dos salários parcelados, agora a categoria sofre com a falta de cobertura médica, devido aos atrasos nos repasses dos recursos aos hospitais conveniados. Parcialmente, em Patos de Minas, apenas dois hospitais seguem realizando alguns dos atendimentos.

Segundo informações da unidade regional do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais – Ipsemg, desde janeiro que o Governo do Estado tem atrasado os repasses, o que gradualmente vem dificultando a vida do servidor público que precisa das consultas médicas. Os hospitais, Vera Cruz, Nossa Senhora de Fátima e Imac, foram os primeiros a suspender os atendimentos dos conveniados.

O montante financeiro das dívidas acumuladas não foi informado, e atualmente apenas os hospitais: Actual e São Lucas, continuam atendendo de forma parcial os servidores que fazem parte do funcionalismo estadual. O primeiro com as especialidades de clinica geral, ginecologia, oftalmologia e angiologia. O segundo, mantém os serviços com somente um cirurgião e um ortopedista.

Ainda conforme o Ipsemg de Patos de Minas, para os demais casos, o servidor terá que se deslocar para municípios que ainda contam com a cobertura médica, como é o caso de Patrocínio, para onde muitos tem sido encaminhados.

Fonte: Patos Ja

COMPARTILHAR
Jornalista e radialista, natural de Presidente Olegário. Idealizador e responsável pelo portal PO Notícias. Redator e apresentador dos programas Jornal da Eldorado e show da tarde na Rádio Eldorado FM 87,9.