Guarda Mor recebe curso de Fossa Séptica Biodigestora

Onze produtores rurais de Guarda Mor, no noroeste do estado, concluíram o curso de Trabalhador em Serviços de Promoção e Apoio à Saúde / Construção de Fossa Séptica Biodigestora, do Senar Minas. O evento foi realizado através da parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais do município.

O curso foi ministrado pelo instrutor Diogo Machado. Durante três dias, os participantes conheceram os tipos não convencionais de tratamento de esgoto: fossa negra, fossa ecológica biodigestora e fossa ecológica sustentável. Além disso, aprenderam sobre normas de segurança e saúde no trabalho, destinação de efluentes, volume da fossa para eficiência no tratamento e manutenção.

Em Guarda Mor, o curso foi na fazenda São Severino. Os participantes construíram uma fossa biodigestora. Neste modelo, o esgoto tratado que sobra do sistema vira um adubo orgânico, perfeito para o proprietário da fazenda, Alex Correa, que é agricultor. “Acho que todo produtor rural deveria ter uma fossa como essa na propriedade, vai ajudar nas lavouras, e claro, vou deixar de poluir a água e o meio ambiente”, comenta.

A fossa séptica biodigestora deve ser instalada em local sem sombra, sem presença de raízes de árvores (para não danificar as caixas) e, além disso, todo o sistema deve ser cercado e estar a pelo menos quatro metros de distância da casa, a 50 metros de nascentes e a mais de 30 metros de córregos e rios.

O mobilizador do sindicato rural de Guarda Mor, Reinaldo Tavares, diz que ficou extremamente feliz em organizar este curso pela importância que ele tem para o futuro. “Estamos tratando do meio ambiente e da saúde das pessoas. Na zona urbana temos o poder público para oferecer este tipo de serviço, mas na zona rural são os produtores que tem que tomar as providências. Ainda bem que eles podem contar com o Senar Minas”.

Fonte: Assessor de Comunicação / Regional de Patos de Minas

COMPARTILHAR