Com gestão responsável e eficiente de José Amorim, Lagoa Formosa ignora crise econômica

Enquanto a maioria das prefeituras mineiras e do país reclama da falta de recursos até mesmo para cumprir as obrigações mais básicas, a de Lagoa Formosa enumera obras e realizações e comemora a boa gestão dos recursos públicos. O 13º salário dos servidores já foi pago e os salários do mês de dezembro estão programados para serem depositados no próximo dia 23. Os bons resultados são fruto da dedicação e seriedade do prefeito José Wilson Amorim.

Quando a crise econômica começou a dar sinais lá longe, o prefeito José Amorim tratou logo de cortar gastos. Reduziu secretarias e cargos comissionados e geriu com mão de ferro os recursos da Prefeitura. O prefeito adotou um modelo de gestão de obras que economizou para os cofres públicos mais de R$ 10 milhões. Para se ter uma ideia, as obras do Asilo foram orçadas em R$ 5 milhões por empreiteiras. O chefe do executivo reuniu sua equipe e decidiu usar os próprios servidores municipais para fazer o serviço. O custo total da obra caiu para R$ 1,5 milhão e proporcionou uma economia de R$ 3,5 milhões. E assim foram os quatro anos de gestão.

Com diversas ações como essa, mesmo com o desaquecimento da economia brasileira e com menos recursos entrando nos cofres públicos, José Amorim conseguiu melhorar o atendimento às demandas da população. Sobrou dinheiro, por exemplo, para renovar a frota da Prefeitura. Mais de 40 veículos foram adquiridos, incluindo carros, ônibus escolares, micro-ônibus, ambulâncias, caminhões e máquinas que estão sendo utilizadas para a realização de obras que já beneficiam a população lagoense.

José Amorim também melhorou os investimentos em saúde e ainda concluiu a construção das Unidades de Saúde de Monjolinho de Minas e Limeira. Mais recursos foram destinados também para a educação. Os resultados vieram nos últimos índices apontados pelo IDEB. Lagoa Formosa ficou entre as três melhores cidades de todo o Alto Paranaíba, Noroeste de Minas e Triângulo Mineiro.

Com mais rigor na aplicação dos recursos públicos, foi possível destinar recursos para a realização de diversas obras. O problema da falta de água que tanto afligia os moradores de Lagoa Formosa foi resolvido com a construção de uma barragem com capacidade de 1.53 bilhão de litros de água em 25 hectares. Diversas ruas foram pavimentadas e a Prefeitura investe agora no asfaltamento de duas estradas para melhorar as condições de escoamento da produção. São 8 km de Lagoa Formosa para Monjolinho de Minas e mais 8km de Lagoa Formosa para Campo Alegre.

E mesmo com aprovação acima de 92%, baseada em pesquisas realizadas com os moradores de Lagoa Formosa, José Amorim foi impedido de candidatar à reeleição. O comando a partir de 2017 ficará a cargo de seu atual vice, Corete, que pretende continuar o trabalho que vem sendo realizado e contará com o total apoio do atual prefeito e sua equipe de trabalho, nos quatro anos de gestão de Lagoa Formosa.

Fonte: Patos Hoje

Publicado em:19/12/2016
Autor:Hamilton Amorim

Compartilhe:

     



     
NOTICIAS - ESPORTES - POLICIAL - POLÍTICA  
Todos os Direitos reservados a P.O Notícias - 2016