Crise faz prefeito cortar o próprio salário, reduzir do vice em 50% e secretários em 20%

O prefeito do município Presidente Olegário, João Carlos Castilho (PV), cortou o próprio salário para enfrentar a crise financeira que as prefeituras de Minas Gerais vem enfrentando devido à falta de repasse do governo estadual.

O gestor baixou um decreto cortando o seu salário em 100%, o do vice em 50%, e dos secretários municipais em 20%. A medida é temporária e foi publicada nesta segunda-feira (12/11). Veja o decreto

De acordo com o prefeito, a medida é necessária pois o Estado não está passando os repasses de impostos ao município. Ainda de acordo com João Carlos, a dívida do Estado para com o município de Presidente Olegário está em R$ 6.246.226,03.

Ele alegou ainda que precisa assegurar a responsabilidade na gestão fiscal e garantir o equilíbrio entre receita e despesas. Para isso, outras ações devem ser tomadas para economizar gastos. O decreto tem validade de 90 dias.

João Carlos ressaltou ainda que o município acionou o Estado na Justiça para que o repasse seja feito o mais rápido possível, e com isso o município possa manter suas obrigações em dia e garantir o salário e 13º do funcionalismo público.

COMPARTILHAR
Jornalista e radialista, natural de Presidente Olegário. Idealizador e responsável pelo portal PO Notícias. Redator e apresentador dos programas Jornal da Eldorado e show da tarde na Rádio Eldorado FM 87,9.