Após ser internada em coma, bebê de 7 meses pode ter danos irreversíveis; pai é suspeito

O Conselho Tutelar acionou a Polícia Militar nesta quinta-feira (06) para atender uma suposta agressão a uma criança de apenas 7 meses. A bebezinha foi internada inconsciente e pode ter danos irreversíveis. Existe a suspeita de que o pai tenha sido o agressor. Ele já foi afastado e não pode visitar a criança no Hospital Regional.

No entanto, depois apresentou outras versões contraditórias. Primeiro, ele disse que a criança estava chorando muito e acabou dando um “coque” na bebê. Mas, em seguida, contou que estava penteando o cabelo dela e, por ela estar chorando, acabou passando o pente de maneira mais forte em seu couro cabeludo.

Nesta quinta-feira (06), os médicos resolveram relatar a situação para o Conselho Tutelar que acionou a Polícia Militar. Os médicos verificaram lesões no couro cabeludo e também oftalmológicos. O policial informou que a situação não é nada simples. Segundo o relato dos médicos, ela pode ter sequelas irreversíveis, principalmente oftalmológicos,frisando que a cabecinha da criança é muito sensível.

A ocorrência será registrada e encaminhada para a Polícia Civil que deve adotar as demais providências. O pai já foi afastado e não poderá visitar a filha no Hospital Regional. A mãe de 16 anos é quem deve acompanhá-la durante o tratamento. Os policiais destacaram que perceberam algo não muito normal ao conversarem com o pai.

Fonte: Patos Hoje

COMPARTILHAR
Jornalista e radialista, natural de Presidente Olegário. Idealizador e responsável pelo portal PO Notícias. Redator e apresentador dos programas Jornal da Eldorado e show da tarde na Rádio Eldorado FM 87,9.