Após discussão por falta de mulheres em Casa Noturna, homem é morto a tiros em Patos de Minas

Patos de Minas registrou na madrugada desta quarta-feira (09) seu 3º homicídio do ano. O crime aconteceu em uma Casa Noturna no Bairro Morada do Sol por volta de 1h30. A vítima José Wandeir da Silva, 51 anos, foi morta tiros dentro do estabelecimento. Os disparos aconteceram após uma discussão banal por falta de mulheres na boate.

O crime foi na rua Cambreúva, na Casa Noturna denominada “As panteras night club”. De acordo com o registro policial, a guarnição estava fazendo patrulhamento pelas imediações quando ouviu disparos de arma de fogo. Os policiais saíram para verificar e viram uma movimentação diferente na casa de encontro.

Os policiais adentraram o local e encontraram José Wandeir caído ao solo com três perfurações. O SAMU foi acionado, mas nada pôde ser feito. A vítima foi morta com um disparo do lado esquerdo do peito, outro na cabeça e um terceiro na região da testa. Uma cápsula de pistola 9mm foi encontrada no local.

Os militares conversaram com as pessoas que estavam na casa e conseguiram identificar os autores. Segundo uma testemunha, a vítima teria discutido um pouco antes com o atirador por falta de garotas de programa no local. O autor, identificado como Uander Marques dos Reis, 34 anos, então saiu do local, mas retornou com um amigo em uma motocicleta.

Uander então teria ido até a vítima e disparado 3 vezes. As câmeras de vigilância do local registraram o crime. Após dos disparos, a dupla fugiu e até o momento não foi localizada. Os policiais continuam empenhados para prender os autores. Uander que está em prisão em regime domiciliar não estava em casa quando os policiais o procuraram.

A própria esposa o reconheceu nas imagens. Ela também disse que Uander havia saído de casa há pouco tempo com um amigo em uma motocicleta. O pai, que mora em Lagoa Formosa, também identificou Uander na filmagem. Os policiais seguem os rastreamentos para encontrar e prender o autor e coautor do 3º homicídio do ano em Patos de Minas. A violência deste início do ano de 2019 assusta a população. Ele pode ser o mais violento dos últimos tempos.

Fonte: Patos Hoje

COMPARTILHAR